Cão recebe banho de mangueira da PM após desmaiar com calor de 48°C

Cão recebeu banho de mangueira de policiais (Foto: Polícia Militar/Divulgação)

A Polícia Militar de Joinville, no Norte catarinense, precisou socorrer um cão de rua desmaiado na tarde de terça-feira (27).  De acordo com a corporação, a suspeita dos policiais é de que o calor tenha causado mal-estar no animal. Segundo a Central de Meteorologia da RBS, na tarde de terça, os termômetros da cidade marcaram 39,2°, mas a sensação térmica era de 48°C.

Ainda de acordo com a Polícia Militar, o cachorro foi encontrado com perda dos sentidos em uma poça de água formada na saída de um ar-condicionado. Para reanimar o animal, os militares deram um banho de mangueira e depois o alimentaram. Conforme a PM, o cão se recuperou e seguiu caminho.

Recomendações
Segundo a médica veterinária Maria Elisa Wilhelm, é comum que cães passem mal em dias quentes. “Eles podem ter hipertermia, ficam ofegantes e agitados. O ideal, nesses casos é retirá-los deste ambiente de exposição ao calor e dar água imediatamente, colocar no ar-condicionado. Muita gente sai para fazer caminhada com o animal em um dia quente, mas acaba causando sofrimento ao cão, ele pode até morrer. Em alguns casos, precisamos aplicar um antitérmico na veia para que ele reaja”, explicou a veterinária.

Segundo Maria Elisa, entrar no mar, na piscina ou no rio está liberado para esses animais no verão. “Eles mesmos costumam procurar um banho. Outro cuidado importante é fazer a tosa dos cães, porque algumas raças não são originalmente de países tropicais e, com pelos longos, podem sofrer ainda mais com o calor”, alertou.

Cachorro foi encontrado em uma poça d'água formada na saída de um ar-condicionado (Foto:  Polícia Militar/Divulgação)
Cachorro foi encontrado em uma poça de água formada na saída de um ar-condicionado (Foto: Polícia Militar/Divulgação)
Fonte: G1