Inquérito no STF contra Raupp pode ser reaberto

O ministro Luiz Edson Fachin, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), disse ontem que em caso de novas provas, um novo inquérito pode ser reaberto contra o senador Valdir Raupp (MDB), candidato à reeleição em Rondônia. Ontem, o ministro determinou o arquivamento que investigava o senador rondoniense por suspeita de corrupção passiva, lavagem de dinheiro e tráfico de influência em razão de suposta interferência em contratos da BR Distribuidora.

Ainda no STF, tramita em segredo de Justiça, o inquérito 4326, no qual foram denunciado os senadores Edison Lobão (MA), Renan Calheiros (AL), Romero Jucá (RR), Valdir Raupp e Jader Barbalho (PA), todos do MDB, por condutas enquadradas, em tese, no tipo penal de associação criminosa, previsto na Lei 12.850/2013. No mesmo inquérito foram denunciados os ex-senadores José Sarney e Sérgio Machado, que, embora não detenham mais foro especial no STF por prerrogativa de função, continuarão a responder ao processo no Supremo.

Em setembro do ano passado, o ministro Edson Fachin, acolheu o pedido do Ministério Público Federal (MPF) e determinou o desmembramento do Inquérito. No mesmo inquérito foram denunciados os ex-senadores José Sarney e Sérgio Machado, que, embora não detenham mais foro especial no STF por prerrogativa de função, continuarão a responder ao processo no Supremo. Fonte: www.robr.com.br